(42) 3623-0888 | contato@jornalmaisnegocios.com.br |

Classificados Gratuitos

ou ligue (42) 3623-0888

Velho Chico

Resumo desta Segunda - Feira 15.

Luzia perde a esperança de encontrar Santo vivo.
Bento encoraja cunhada a acreditar que tudo vai acabar bem.

Bento (Irandhir Santos) percebe que Luzia (Lucy Alves) está desolada porque as buscas por Santo (Domingos Montagner) ainda não deram em nada. O vereador avisa que a procura pelo irmão vai continuar, mas a vilã acha que é perda de tempo. No entanto, Bento não quer desistir de encontrar o produtor e encoraja a cunhada a ter fé de que tudo acabará bem.
Incrédula, Luzia se comporta como viúva e realmente acredita que Santo morreu. Com os olhos cheios de lágrimas, a dona de casa desabafa: "Eu sinto que ele morreu. Sinto aqui dentro que perdi Santo pra sempre".


Martim põe Carlos contra parede pelo atentado de Santo.
Fotojornalista flagra o deputado sentado na cadeira de Afrânio e provoca o cunhado.

Carlos (Marcelo Serrado) senta-se na cadeira do sogro como se fosse dele e declara: "Começo a entender Afrânio (Antonio Fagundes). É uma sensação muito agradável ser um Saruê. Se soubesse disso antes...". A felicidade do deputado vai embora quando nota a presença de Martim (Lee Taylor), que logo enquadra o cunhado: "Minha conversa trata do atentado contra Santo dos Anjos (Domingos Montagner)!", avisa o fotojornalista.


Miguel se descontrola ao saber que Santo pode estar morto.
O rapaz questiona o que houve com o sertanejo e escuta do delegado: 'As chances de seu pai estar vivo são nulas'.

Na delegacia, Germano (Cláudio Jaborandy) conta detalhes da prisão do suposto atirador de Santo (Domingos Montagner) para Bento (Irandhir Santos). Miguel (Gabriel Leone) e Martim (Lee Taylor) chegam ao local para saber quem é o suspeito. Trata-se do homem que jurou Santo de morte.
Incrédulo, Miguel pergunta o que aconteceu com o sertanejo. O delegado, então, confirma que ele foi baleado três vezes e revela: "As chances de seu pai estar vivo são nulas". Uma profunda dor invade o coração de Miguel, mas, apesar da tristeza, o agrônomo tenta invadir a cela para encarar o suposto atirador do pai frente a frente: "Cadê o maldito? Cadê ele? Covarde! Maldito!".

Compartilhe:
© Jornal Mais Negócios e Empregos - Todos os direitos reservados - Website Desenvolvido por: FUEL e RoxWeb